Bronzeado Responsável! Conheça os diferentes tipos de protetor e saiba qual é o indicado para sua pele

Spread the love
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O uso do protetor solar diariamente é fundamental para a prevenção do câncer de pele e do envelhecimento precoce.

Com as férias de verão, chega a hora de relaxar na praia ou na piscina, então, esse é o momento de dar mais atenção à saúde da pele.

O importante é ficar atento sobre qual filtro solar é mais adequado para cada ocasião e para cada tipo de pele.

Segundo Joana Miranda, farmacêutica da Natura, é importante ter atenção em três pontos:

1 – Seu tipo de pele (normal a seca ou mista a oleosa).

2 – Seu tom de pele (se queima ou bronzeia com maior ou menor facilidade).

3 – Ambiente que estará exposto (com possibilidade de sudorese intensa ou exposição à água, por exemplo).

Os produtos de FPS 15 são indicados para pessoas que costumam se bronzear e, às vezes, ficam vermelhas.

Já os de FPS 30 devem ser a opção daqueles que se bronzeiam com frequência e quase sempre ficam vermelhas.

Por fim, os de FPS 60 para pessoas que quase nunca se expõem ao sol e sempre ficam vermelhas.

Para os produtos faciais, são indicados produtos com controle de oleosidade para pessoas de pele mista a oleosa e de hidratação intensa para as pessoas de pele normal a seca.

Vale lembrar que a aplicação deve acontecer de forma abundante e generosa e que o produto deve ser reaplicado caso seja removido.

Joana explica ainda que mesmo os protetores solares com resistência à água devem ser reaplicados.

“Na formulação do protetor solar existem componentes que formam um filme sobre a pele fazendo com que o filtro solar fique retido por mais tempo, garantindo assim sua eficácia mesmo na água ou com suor. Entretanto, após a imersão na água ou sudorese intensa, há uma diminuição na eficácia do produto, não se mantendo na mesma ‘intensidade’ de quando a pele está seca. Por isso, um protetor solar deve ser reaplicado sempre após nadar, secar-se com toalha e sudorese intensa mesmo quando promete alto FPS, resistência à agua e fotoestabilidade.” Ressalta Joana.

Outra dica bacana é evitar se expor ao sol entre 11 horas e 15 horas, período de maior incidência de radiação UVB. Além disso, em todo o tempo de exposição direta ao sol, a utilização de um protetor solar com resistência à água, se faz necessário, além da reaplicação do produto a cada duas horas, em média.

Tipos de Protetor Solar

Loções: constituem o principal tipo de composição utilizada em cosmética, pois apresentam uma performance inigualável no cuidado e na proteção da pele, além de grandes diferenciais em sensoriais e aplicações. Possui, em sua formulação, componentes aquosos e oleosos que podem trazer benefícios diferenciados e mais completos à pele.

Loção spray: é uma forma de aplicação que utiliza frasco e válvula, apresenta formulação mais líquida com componentes aquosos e oleosos. A combinação da válvula com a composição mais líquida facilita a aplicação e a espalhabilidade.

Fluido spray: possui álcool na formulação, o que ajuda na rápida secagem e na formação de filme agradável sobre a pele.

Spray contínuo: é uma das formas de aplicação mais práticas, rápidas e agradáveis, mesmo quando a embalagem estiver de cabeça para baixo, sendo ideal para as áreas de difícil alcance do corpo. Para aplicar o produto em spray no rosto, aplique primeiro nas mãos e, em seguida, no rosto. Evite o contato direto com os olhos.

Para informações:  www.natura.com.br  


Spread the love
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe um comentário (Vamos adorar!)

Facebook Comments