Empresa oferece soluções em tecnologia para evitar invasão de condomínios

Fique à vontade para Compartilhar com amor com seus amigos! ❤

Os moradores de um prédio de alto padrão em Moema, bairro nobre da zona Sul de São Paulo, foram surpreendidos por ladrões que entraram no local após clonarem um controle remoto da garagem.

Para evitar esse tipo de transtorno, a BHC Sistemas, empresa especializada em segurança, oferece várias soluções combinadas com uma tecnologia de ponta para aumentar a proteção de prédios e condomínios.

“Defendemos que sempre devem ser implantados projetos da forma mais customizada possível para cada ambiente. As soluções combinadas potencializam bastante o nível de segurança”, avalia Adalberto Bem Haja, CEO da BHC Sistemas.

A tecnologia é uma das principais aliadas de síndicos e administradores para o controle de acesso ao prédio/condomínio. Equipamentos e sistemas inteligentes agilizam a tarefa e a tornam mais eficaz. Conheça algumas soluções indicadas pela BHC Sistemas.

– Leitores de identificação biométrica digital: leitores com tecnologia capacitiva que garantem a leitura apenas de “dedos vivos”, evitando o acesso com “dedos” produzidos com silicone ou materiais similares.

– Leitores de identificação biométrica facial 3D: a tecnologia 3D de reconhecimento facial analisa diversos pontos na face, como dimensões e profundidade, diferente de soluções 2D onde ao se aproximar uma boa foto ou até mesmo a pessoa estando remota com imagem via tablet, o leitor 2D liberaria o acesso.

– Identificação via mobile: solução de controle de acesso onde a chave de validação da pessoa para entrar em um ambiente é o próprio celular dela. Para ter acesso a pessoa precisa ter a aplicação de controle de acesso da BHC e o aparelho celular estar destravado. Considerando que existam celulares que para destravá-los o usuário já precisa se autenticar via digital ou facial, essa solução fica bastante potencializada no nível de segurança.

– Acesso customizado para garagens: no caso de acesso de veículos, o ideal é sempre existir clausuras, onde o primeiro portão pode ser aberto por soluções mais simples como controles, ou o uso de leitores de TAG (o mais recomendado); quando o veículo estiver dentro da clausura, o motorista precisa baixar o vidro do veículo para ser visto por uma câmera de Circuito Fechado de TV (CFTV) instalada para facilitar a identificação pela portaria e se identificar via leitor biométrico ou via a solução mobile. Nesse exemplo, essa tripla validação (1º portão + 2º portão + acompanhamento pela portaria), deixa bastante elevado o nível de proteção do condomínio.

“Além dessas soluções, há outras oferecidas por nossa empresa, e a dica que dou, é sempre pesquisar a idoneidade da empresa, assim como consultar se a mesma possui registros e projetos tecnicamente acervados no CREA (Conselho Regional de Engenharia), bem como realizar PoCs (Proof of concept – Provas de Conceito) em relação às soluções ofertadas”, conclui Bem Haja.

Na Segurança Eletrônica, o controle de acesso desempenha um papel muito importante para identificar e auditar determinadas áreas controladas. Para Bem Haja, “é fundamental existir controle de acesso de pessoas, veículos e até ativos nas áreas restritas de condomínios, empresas e outros”.

Leia mais: 1º Festival do Leite Condensado e Sabores de SP.


Fique à vontade para Compartilhar com amor com seus amigos! ❤

POST A COMMENT.