Fidget Spinner: Afinal, para que serve?

Compartilhe com seus amigos com amor!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Você já deve ter ouvido falar em Fidget Spinner. Como diz a “gíria” das redes sociais: “Quem não?”!!!! Pois é, para que serve aquele brinquedo que cada vez mais conquista adeptos, crianças e adultos, de todo o mundo? (Tem uma versão virtual no final da matéria).😉

Bem… Se você andou em outro planeta e nunca ouviu em fidget spinners, vamos lá. Um Fidget Spinner básicão (como essa explicação) é um brinquedo, que tem um rolamento no centro que gira nas mãos de quem brinca. Pronto… é tudo isso!

Embora seja “simples assim”, o brinquedo está vendendo horrores. No site Mercado Livre as vendas cresceram cerca de 73 vezes entre os meses de março e maio de 2017.

As buscas pelo spinner também surpreenderam. No último bimestre, o site registrou um aumento de mais de 15 vezes.

Fidget Spinner: para que serve?

Os comerciantes juram (alguns por tudo que é mais sagrado no mundo) que é um brinquedo com “capacidade” de ajudar pessoas que têm problemas com foco ou agitação, com TDAH , autismo ou ansiedade, atuando (teoricamente) como um mecanismo de liberação de energia nervosa ou estresse psicológico.

A ideia é que o fidget spinner substitua atividades e manias de quem é ansioso (putz… todo mundo, né?!) como roer as unhas, girar canetas nos dedos ou ficar mexendo incessantemente no cabelo.

Fidget Spinner: o que dizem os especialistas

Olha gente, tem alguns apoiando, enquanto outros contestam suas bases científicas. O que tem de verdade nisso tudo é que, no final das contas, não há pesquisas suficientes para saber se esse fidget spinner pode realmente ajudar, ou não, as pessoas do ponto de vista da saúde mental.

Ok…ok… tem até um livro que aborda o assunto dizendo que serve como uma ferramenta de concentração do cérebro. Para os interessados, o livro é o Fidget To Focus: Outwit Your Boredom: Sensory Strategies For Living With ADHD , do autor Roland Rotz PhD, publicado pela primeira vez em 2015.

Fidget Spinner: Quando surgiu?

Embora estejamos vendo esse “brinquedo“(?) somente agora, isso não tem nada novo. A “brincadeira” começou lá em 1993, com a engenheira química Catherine Hettinger, a inventora do fidget spinner (Não vamos ater em contar aqui a história, quer aprofundar-se? Acesse aqui).

Fidget Spinner: e como ficam as crianças?

Advinha se meu filhote não quer um… Bem… como em toda mania, as crianças acabam sendo o principal público-alvo do dispositivo (ninguém assume mas deve ser uma regra de ouro nas agências de publicidade… rs!). Quem não se lembra como aconteceu em vários outros casos no passado. Basta a gente lembrar de bichinhos virtuais, embalagens de salgadinho, Pokémon GO e por aí vai…

Fidget Spinner: teste suas habilidades

Se você quer “treinar” antes de sair correndo para as lojas e bancas de jornais da sua cidade para comprar – e desembolsar em média R$ 25 – pode brincar em uma versão virtual aqui. Os preços podem chegar até -pasmém –  400 ou 500 reais.

Boa sorte… depois conta pra gente qual foi seu record de velocidade (não vamos colocar o nosso aqui para não causar inveja… 😉 !!!)


Compartilhe com seus amigos com amor!
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe um comentário (Vamos adorar!)