Cidadania, Competências para o Século XXI e Pedagogias da Inclusão

Compartilhe com seus amigos com amor!
  • 21
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    21
    Shares

Encontro sobre Cidadania, Competências para o Século XXI e Pedagogias da Inclusão acontece em São Paulo, especialistas discutem sobre as competências necessárias aos professores para que os estudantes possam se desenvolver como pessoas e cidadãos ativos no mundo de hoje, assim como sobre a busca das melhores formas de abordar a questão da diversidade.

O evento é organizado pela UNESCO e com o apoio do Ministério da Educação do Brasil (MEC).

A Reunião Regional sobre Docentes: Cidadania, Competências para o Século XXI e Pedagogias da Inclusão tem como objetivo disseminar e aprofundar o conhecimento e as descobertas sobre a formação inicial de professores, em um debate com especialistas e acadêmicos de 15 países da América Latina e Caribe.

Por meio de evidências reunidas na Estratégia Regional sobre Docentes (ERD) do Escritório Regional de Educação para a América Latina e Caribe, OREALC/UNESCO Santiago, a ideia é refletir sobre três temas chaves para a formação dos futuros docentes: cidadania, habilidades para o século XXI e pedagogias da inclusão.

Reunião Regional sobre Docentes: Cidadania, Competências para o Século XXI e Pedagogias da Inclusão

Como resultado, espera-se a obtenção de insumos técnicos que sirvam de apoio ao processo de tomada de decisão nas políticas docentes da região, por meio das principais orientações e consensos da reunião, a serem disponibilizados na Reunião de Ministros de Educação que acontecerá em Cochabamba, na Bolívia, de 24 a 26 de julho de 2018.

O Chefe de Avaliação e Monitoramento e Coordenador a.i. da Estratégia Regional sobre Docentes, Atilio Pizarro, indicou que a Agenda Educação 2030 e suas metas propõem, principalmente, a aprendizagem efetiva e a aquisição de competências básicas, as habilidade profissionais e técnicas para o trabalho decente e também a aprendizagem relevante para a cidadania e para o mundo plural, interdependente, cada vez mais interconectado. “Este cenário nos obriga a repensar a formação docente e as práticas pedagógicas, em um espectro mais amplo de expectativas dos alunos”, esclarece Pizarro.

Para a Coordenadora de Educação da UNESCO no Brasil, Rebeca Otero, é essencial trazer para o debate o currículo de formação dos docentes, por ser esse um fator-chave na qualidade da educação. “A crise de aprendizagem que vivemos hoje nos força a direcionar nossos olhares, a curto prazo, para melhorar os resultados educacionais. No entanto, a nova Agenda 2030 nos faz olhar a longo prazo, reforçando a necessidade de prepararmos nossos estudantes para a sociedade do conhecimento”, diz Rebeca.

Cidadania, Competências para o Século XXI e Pedagogias da Inclusão

O debate na Reunião tem como foco a nova publicação da Estratégia Regional sobre Docentes da ORALC/UNESCO Santiago, Formación inicial docente en competências para el siglo XXI y pedagogías para la inclusión en América Latina (disponível em espanhol e em inglês) e o estudo La Formación Inicial Docente en Educación para la Cuidadanía en América Latina (disponível em espanhol e em inglês).

Ambos os documentos são apresentados por integrantes da Secretaria Técnica da ERD, que está baseada no Centro de Políticas Comparadas de Educação da Universidade Diego Portales, cujo trabalho é lidebrado por Cristián Cox e por uma equipe de especialistas de destaque reunindo o trabalho de consultores acadêmicos de Argentina, Brasil, Colômbia, Chile, Guatemala, México e Peru.

No dia 21/06/2018 também aconteceu um coquetel de boas-vindas e uma apresentação da publicação “Panorama das Políticas de Educação Infantil no Brasil” (em português), de Beatriz de Oliveira Abuchaim, um estudo realizado em 2014 para a Estratégia Regional sobre Docentes na América Latina e Caribe, coordenada por sua Secretaria Técnica, a pedido da UNESCO-OREALC.

A importância do documento está em traçar um panorama sobre o perfil dos professores, com foco na educação infantil, sobre as políticas de formação inicial e continuada desses profissionais e suas condições de trabalho e de emprego (ABUCHAIM, 2015).

LEIA TAMBÉM

XIX Encontro Internacional Virtual Educa
Cursos Gratuitos de Programação
Aulas de teatro ajudam no aprendizado


Compartilhe com seus amigos com amor!
  • 21
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    21
    Shares

Deixe um comentário (Vamos adorar!)