10 dicas para bons negócios na internet

Spread the love
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Bons negócios na internet! Se você está pensando em abrir seu próprio negócio em meio a toda essa crise que desgasta nossa economia é importante saber como ter jogo de cintura para entrar no mercado no meio desse furação tomou conta de nosso país.

A presença online para bons negócios das empresas já é uma realidade e voltar atrás então, é uma opção que não existe. O mesmo se pode dizer das estratégias para aumentar as vendas. Mas aí é que chegamos em um ponto que deixa muita gente sem sono: Como fazer com que a empresa apareça sem gastar tanto?

bons negócios camila_porto_facebook_vila nova conceicao

Camila Porto dá importantes dicas para sua empresa ter sucesso na internet.

“Muitas empresas continuam utilizando o Facebook apenas como uma vitrine de seus produtos. Muitos só partem para a presença online, sem estratégias, apenas porque isso se tornou obrigatório”, alerta Camila Porto, autora dos livros Facebook Marketing.

No entanto, é possível que qualquer empresa aumente suas vendas e encontre novas oportunidades de negócios através da presença nas redes sociais, relacionando-se com seu público e produzindo conteúdo que faça diferença.

Então, com ajuda da Camila Porto, vamos dar uma “mãozinha” e listar 10 dicas para fazer bons negócios através da internet. Dicas essas que são mais que importantes para quem quer muito mais que marcar presença nas redes sociais:

1- Comece pelo Google e Facebook para fazer bons negócios

Como praticamente todos os usuários estão presentes no Facebook e no Google diariamente, o primeiro passo para uma empresa é se posicionar nestes espaços digitais.

Uma página no Facebook e um bom posicionamento no Google são praticamente obrigatórios. Junto a isso, a empresa deve analisar em que outras redes sociais pode se posicionar. “O ponto de partida é saber onde seu público está”, completa Camila.

2- Conheça seu público

Para que a empresa saiba onde está seu público-alvo e possa fazer bons negócios, ela precisa conhecê-lo muito bem. Para isso, é necessário fazer pesquisas, buscar informações com os consumidores, e estudar como eles atuam nas redes. Camila destaca que não conhecer o público é o principal erro das marcas. “Mesmo que um negócio tenha um mercado amplo, definir os grupos de clientes e as demandas de cada é um exercício que precisa ser feito por qualquer empreendedor”, explica.

Assim que o público for conhecido, é preciso definir os objetivos da empresa. “Além de definir o público, é preciso saber o que se espera das mídias sociais”.

3- Relacione-se com as pessoas

Ninguém entra no Facebook – e nas outras redes sociais – apenas para comprar. A empreendedora destaca que o que as pessoas buscam é interagir. Portanto, o relacionamento e a conexão com os clientes são os pontos fortes da rede social, e por isso deve-se apostar no conteúdo e na interação. “As empresas precisam entender que o Facebook é uma grande conversa”, resume.

4- Valorize o ROI e o ROE

Quem investe em anúncio nas redes sociais e no Google sabe que é necessário fazer determinados cálculos para analisar a campanha. O ROI – Return Over Investment – é o retorno em vendas a partir do investimento feito, e exige alguns conhecimentos técnicos, como o de taxas de cliques e Google Analytics.

No entanto, Camila destaca a importância do que muitos profissionais chamam de ROE, o Retorno Sobre Engajamento, que se propõe a calcular o investimento em posicionamento de marca, por exemplo. “Não é fácil calcular o retorno para este tipo de investimento, mas há formas de fazer isso, como avaliar quanto vale cada fã no Facebook, por exemplo”, explica.

5- Tome cuidado com as promoções

Muitas marcas gostam de promover ações e campanhas no Facebook para conquistar engajamento. Concursos culturais, por exemplo, costumam ser boas ideias. No entanto, Camila destaca que ao mesmo tempo em que o Facebook facilitou a criação de ações, algumas exigências do governo criaram novas regras, deixando as promoções e concursos mais burocráticos.

“Na hora de fazer a sua campanha, buscando bons negócios, é bom lembrar que não podemos extrair IDs de usuários sem autorização”, alerta a especialista.

6- Forme leads: isso funciona com todas as empresas!

Camila Porto explica que todas as empresas podem usar as redes sociais para formar leads para bons negócios, independente do tipo de produto ou serviço oferecido. Leads são contatos de possíveis clientes, que de alguma forma se interessam pela marca. Portanto, se o empreendedor quer atingir um público mais específico, ele pode usar as estratégias de redes sociais para esse objetivo.

“Usar os anúncios para encontrar clientes em potencial é um bom caminho”, exemplifica a especialista, que entende as redes sociais como ferramentas para se vender todo tipo de produto ou serviço. “Com a capacidade de segmentação de campanhas, por exemplo, sempre é possível encontrar pessoas e possíveis clientes”.

7- Busque engajamento sempre

Algumas empresas podem ter dificuldade de conquistar engajamento do público. A empreendedora ensina que é necessário testar diversos tipos de conteúdo até encontrar a forma correta de atingir o público de uma marca. “Outra forma é usar anúncios para impactar mais pessoas e retomar o engajamento”, explica Camila, que destaca a importância de interagir com os fãs, fazendo com que ele participe.

8- Não separe o mundo online do off-line

Embora as vendas online sejam um foco importante para muitos empreendedores, as ações e o conteúdo da empresa não precisam estar voltados apenas para que o cliente venda pelo site. Muitas das ações nas redes sociais podem se converter em vendas fora da web. “Hoje, com os celulares, o Facebook e a internet estão em todos os lugares, não existe mais o mundo online ou offline”, conclui.

9- Valorize qualquer retorno positivo

Todo investidor, para alcançar bons negócios, quer aplicar o mínimo e receber os maiores resultados possíveis. Nas redes sociais, no entanto, Camila entende que qualquer retorno positivo deve ser comemorado: não há uma regra de qual a porcentagem de retorno exata, já que ela pode variar conforme cada segmento. “Acredito que uma campanha que gere retorno positivo já é um sucesso”, destaca, explicando que se o retorno é maior que o investimento, já valeu a pena.

10- Transforme o negativo em positivo

Quem está nas redes sociais deve estar preparado para as reclamações e os comentários negativos. Camila lembra, no entanto, que com um atendimento correto, um feedback negativo pode se tornar em um cliente satisfeito. “Com diálogo, é possível entender a situação e transformar uma experiência negativa em algo positivo”.

Bem… Com estas dicas esperamos ter ajudado um pouco para que sua empresa tenha sucesso e consiga fazer bons negócios com mais segurança. Cada vez mais os consumidores fazem pesquisas na internet antes de tomar uma decisão. Todos queremos fazer um bons negócios mas vivemos em meio um bombardeio de informação de todos os lados, já que a internet deu voz à todos, e encontrar conteúdo que auxilie nessa hora pode ser uma tarefa não tão simples. Embora todos possam dar suas opiniões, é necessário saber filtrá-las para ter um conteúdo de credibilidade.

Fique atento pois os tempos são outros e manter-se atualizado e marcar presença aliado a um veículo sólido, mais sério e com credibilidade na internet é mais que necessidade… É fundamental!

Bons negócios!

SERVIÇO

Camila Porto – Autora de três treinamentos focados no tema – Facebook Essencial, Facebook 30 minutos e Facebook Ads

Site: www.camilaporto.com.br


Spread the love
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe um comentário (Vamos adorar!)

Facebook Comments