Claudia Métne Na Vila Nova Conceição

Por Ilana Alves.

Empresária, Modelo, Mãe, Esposa e claro… Moradora da Vila Nova Conceição!

claudia metne vila nova conceicao

Claudia Métne na sala de jantar. (Foto: Ale Silva / Ai Press)

A nossa personagem desta edição do “Na Vila Nova Conceição” é Claudia Mehggy Métne, natural de São José dos Campos, interior de São Paulo, município localizado há cerca de 96 km da Vila Nova Conceição.

Claudia Metné é uma das mulheres mais elegantes e simpáticas do mundo da moda.

Filha de médico, o Dr. Fauze Métne e da Assistente Social Maria Luiza Saab, tem mais 4 irmãs, Glória, Denise, Danielle e Renata.

Claudia está na Vila Nova Conceição há cerca de 20 anos e é enfática em dizer “A Vila Nova Conceição é São Paulo para mim, é a minha cidade!”

Nos anos 80, se profissionalizou como modelo e manequim pela Escola de Etiqueta e Manequim Profissional “Christine Yufon” de São Paulo.

Em sua lista de trabalho, ela tem muita divulgação em emissoras de televisão, muitos projetos consagrados e bastante história para contar.

“As pessoas me procuram muito para vestir a roupa, fazer postagem de roupa, diariamente eu chego tem algo para eu vestir, para eu colocar, sou convidada para participar de tudo que é evento, eu nunca digo não, mas eu não consigo estar em todos.” Lamenta Claudia.

No nosso encontro também falamos um pouco sobre a história do bairro, como ele era e como está hoje.

Claudia recebeu nossa equipe em sua luxuosa casa, aqui no bairro Vila Nova Conceição, local com uma vista maravilhosa para o verde da vila.

Foi um bate papo super descontraído e agradável recheado de boas risadas e muitos carinhos da fofa Mel, de 2 anos, a companheirinha de Claudia!

vila nova conceicao

Bate papo na varanda. (Foto: Ale Silva / Ai Press)

Vila Nova Conceição SP: Como definir Claudia Métne?

Claudia Métne: A Claudia é uma mulher trabalhadora, consultora de moda e imagem, empresária com uma produtora de desfile de moda, e claro… a Claudia mulher, que é mãe, que trabalha, que vai ao supermercado, que tem um esposo, que divide a vida em várias etapas, em várias jornadas. E como profissional eu sou considerada uma grife no mercado.

Vila Nova Conceição SP: Claudia, conta um pouco do seu trabalho.

Claudia Métne: As pessoas quando vão fazer algum evento e precisam de uma coordenação de moda me contratam para cuidar do desfile. Então, meu trabalho inclui toda a produção. Eu levo um casting de modelos, chamo DJ, faço a trilha sonora, separo as roupas. A roupa é apresentada para o consumidor final. Eu não faço Fashion Week. Meu trabalho é pegar a roupa já pronta no mercado para apresentar ao consumidor final.

Até falo que o segredo do meu sucesso é que eu faço a coisa ficar “comercial chic” porque nem tudo que você vê nas passarelas, Ilana, é o que o consumidor quer! Então, lá na passarela, você vê grandes detalhes, aquilo é um tópico do que vai acontecer. O “ser humano normal, comum, no dia a dia” aquele que sai, que volta, que vem, quer estar na moda com detalhes e saber de que maneira é possível usar determinada peça. É dessa forma que eu encaixo a moda no seu biótipo no seu guarda roupa.

Vila Nova Conceição SP: Há quanto tempo você trabalha nessa área?

claudia metne

Claudia Métne conta com muito orgulho sua trajetória profissional. (Foto: Ale Silva / Ai Press)

Claudia Métne: Eu nasci trabalhando com desfile de moda. Eu era pequena e participava de concurso de boneca viva, de boneca não viva (risos), brincava de Miss da cidade e fazia ballet. Então, queria estar no palco. Queria brincar, falar que eu era a estrela da família.

Quando eu fiz 13 anos passei a fazer fotos para os jornais da cidade que me chamavam para ilustrar o editorial de moda. Depois com 17, eu vim para São Paulo, ter aulas no curso da Christine Yufon, a partir de então, comecei a participar de desfile para muitas lojas.

Na minha época, eu regulo com Luíza Brunet e a Xuxa, elas desmistificaram o universo de que mulher tinha que ser magrinha. O meu biótipo enchia a calça jeans e era o boom do jeans. Todo mundo queria uma mulher que vestisse 40, mas que tivesse bumbum e coxa, então, como meu corpo era piloto,  comecei a bombar.

Apareceram vários trabalhos e logo comecei a fazer desfiles para o Ney Galvão, na TV Bandeirantes, e outras emissoras. Percebi que gostava da TV, ela era um nicho que se identificava comigo. Eu queria televisão!

Vila Nova Conceição SP: E como começou o trabalho mais sólido, intenso na TV?

Claudia Métne: Quando comecei a fazer TV percebi que as produtoras não entendiam o que a dona de casa realmente queria com relação a moda. Comecei a pedir para produzir, perguntava se eu poderia produzir e não apenas desfilar.

Deu certo! O negócio foi bombástico! Ali estava definido meu trabalho. Foi então, que abri a minha produtora, a CMM, e comecei a levar os desfiles de moda para a TV.

Eu sou a pioneira de desfile em televisão. Não existia desfile em televisão.

claudia metne vila nova conceicao

Claudia Métne contando o sucesso de seu trabalho. (Foto: Ale Silva / Ai Press)

Deu super certo. Levei meu trabalho para o Programa Note e Anote, da Ana Maria Braga, e a Ana Maria achava que o meu trabalho que gerava audiência, que a dona de casa queria ver roupa, e eu não só desfilava como apresentava e dizia que eu era a produtora.

Ai eu ganhei o mundo!!! Ai fiz todas as TVs, a Hebe, Gugu, Ratinho, Kátia Fonseca, Super Pop da Luciana Gimenez.

Inclusive, há 15 anos aquele desfile de lingerie do Super Pop é meu.

Dia 30 de setembro, esta quarta, tem uma apresentação de lingerie que é a maior audiência do programa. Não é um mérito da emissora, é um mérito meu!

Porque há 15 anos, você colocar uma menina de lingerie no palco, de bumbum de fora era uma ousadia. Mas eu fiz com muita elegância, com muita classe, então é uma equipe redondinha!

Eu sempre preservei a palavra-chave no meu trabalho: elegância! Tudo que você faz com elegância a coisa fica bacana e você não corre risco.

Vila Nova Conceição SP: Claudia, você está em São Paulo há 30 anos. Sempre morou aqui na Vila Nova Conceição?

Claudia Métne: Não. Eu morei em Higienópolis, com meus avós. Meus avós faleceram eu vim para o Itaim Bibi. Na época, Vila Nova Conceição não tinha esse sex appeal que tem hoje, ela não era tida como um bairro chic. Era até um pouco brejo, né!

A Avenida Juscelino Kubitschek abriu em 90, fim de 80 para 90, mais ou menos, eu era menina, quem morava para o lá de cá, morava longe. Aqui era um sítio. Era como morar no interior, vamos dizer assim.

Mas quando abriu a Juscelino, isso aqui começou a ganhar uma notoriedade e eu sempre muito de olho.

Vila Nova Conceição SP: Como foi a sua vinda definitiva para a Vila Nova Conceição?

vila nova conceicao

Paradinha para pegar a Mel que ficou ao nosso lado o tempo todo da conversa.(Foto: Ale Silva / Ai Press)

Claudia Métne: Bom, eu namorava o Sérgio, que é meu marido hoje, “lacei o boi” (risadas)… Ele já morava num prédio aqui do bairro. Um dia, eu estava olhando, despretensiosamente, pela janela dos fundos do prédio dele e vi umas casinhas no pé do prédio e pensei: “o que é isso?!” eu vi uma placa de vende-se, mas a placa estava meio que escondida, pendurada de qualquer jeito num telhado afundado!

Eu pensei… Eu não tenho um poder aquisitivo que pudesse pagar algo muito caro. Eu queria comprar algo com o meu dinheiro e não com o dinheiro da minha família. Eu queria um lugar que eu pudesse comprar com meu dinheiro. A grande sacada era usar a minha economia para comprar meu primeiro imóvel. Seria uma conquista minha!

Liguei para o corretor e ele apareceu em 5 minutos! Acredita! Quando ele abriu para o local eu vi que aquilo estava muito velho, largado, quebrado! A parede quando você puxava vinha 6 camadas de tinta. Era uma casa de 60 anos! Mas na época o próprio corretor chegou a me dizer: “olha, você vai comprar aqui a fina flor de São Paulo!”

Mas o que realmente me encantou foi o quintalzinho dos fundos. Mesmo com uma fossa aberta ali, eu vi que batia sol, tinha uma roseira no local. Me encantou. Eu pensei “do jeito que está isso aqui deve custar barato, uns 30 mil”, eu compro essa chimbica! (risadas) e vou ter um local para tomar sol. Olha que pretensão!! (risadas)

Depois de falar com a dona, o corretor voltou e pediu 120 mil reais, o equivalente hoje a cerca de um milhão e duzentos mil. Mas eu só tinha o equivalente a 300 mil. Eu comecei a negociar porque o local estava inabitável. Após 4 meses de negociação, comprei o imóvel por 90 mil.

claudia metne vila nova conceicao

Relembrando o início da vinda para a Vila Nova Conceição. (Foto: Ale Silva / Ai Press)

Vila Nova Conceição SP: E como foi o processo até você ir morar lá?

Claudia Métne: Bom, contratei um mestre de obras e reformei a casa. Eu mesma ia pela manhã comprar areia, cimento e os materiais necessários para fazer o serviço. Depois de um tempo fui morar na casa. Juntei um pouco mais de dinheiro, construí um loft nos fundos, a casa ficou com 4 quartos e 5 banheiros, ficou linda! Reformada da cabeça aos pés. Fui para lá feliz da vida. Depois de 5 anos, eu e o Sérgio resolvemos ficar juntos e compramos este apartamento, decidimos começar a vida juntos em um lugar neutro, nem meu, nem dele.

A casinha é minha, eu não abro mão, está lá, mega valorizada e alugada. Foi até uma coisa meio visionária da minha parte, né!?

Vila Nova Conceição SP: O que é o bairro hoje para você? O que representa a Vila Nova Conceição?

claudia metne vila nova conceicao

Claudia Métne conta seu dia a dia na Vila Nova Conceição. (Foto: Ale Silva / Ai Press)

Claudia Métne: A minha vida, a minha cidade! A Vila Nova Conceição é São Paulo para mim. Quando eu saio da Vila ou vou muito longe eu não me sinto em São Paulo. São Paulo para mim é Jardins, Itaim, Vila Nova Conceição.

Vila Nova Conceição SP: Você faz tudo por aqui, então?

Claudia Métne: Sim. O supermercado, o banco na João Lourenço, a Escola, a pracinha, o parque.

Vila Nova Conceição SP: Quantos Filhos, Claudia?

Claudia Métne: Uma menina, a Vitória, 10 anos.

Vila Nova Conceição SP: Ela estuda no bairro?

Claudia Métne: Sim. No Colégio Lourenço Castanho.

Vila Nova Conceição SP: Onde costuma fazer compras aqui no bairro?

Claudia Métne: No Pão de Açúcar da Santo Amaro, porque ganho pontos e porque entregam em casa. Eu vou a pé, o carrinho sai do supermercado, entra no elevador e está na minha casa. Aboli a feira da Rua Diogo Jácome porque achei que os preços estão nas alturas, sem noção! Me mandaram uma melancia de R$ 70,00 eu mandei devolver! Falei para o Sérgio, meu marido, esquece. Vamos para o Hortifruti. Eu pago com cartão, tenho ar condicionado e conforto.

claudia metne vila nova conceicao

“Amooo os animais!” Claudia Métne. (Foto: Ale Silva / Ai Press)

Vila Nova Conceição SP: Gosta de bicho?

Claudia Métne: Amooooo! Já tive macaco, gato, hamster, peixe. Quando eles morrem eu choro muito.

Vila Nova Conceição SP: Gosta de tomar café? Onde costuma ir?

Claudia Métne: Não sou muito fã de café, mas eu gosto de sentar para tomar suco. Eu gosto de frequentar as padarias do bairro, vou muito no Pecorino, Josephine, Condessa, a Mel vai no Petshop da Vila Nova, faço natação na Academia Muro Azul.

Vila Nova Conceição SP: Você passeia muito com a Mel?

Claudia Métne: Não. Ela não gosta muito de andar. Chega na esquina ela empaca. Então ela vai comigo para a academia, ela vai sempre comigo para lugares próximos.

Vila Nova Conceição SP: Claudia, você também faz um trabalho de voluntariado, né?

vila nova conceicao

Despedida depois de uma recepção carinhosa e um bate papo super agradável. (Foto: Ale Silva / Ai Press)

Claudia Métne: Sim. Eu sou voluntária da parte de filantropia do Hospital Sírio Libanês. É um trabalho super bacana. Fiz umas 8 capas de revistas para ajudar a causa. Dou palestra, faço desfiles para eles. Faço o bem não importa a quem! Generosidade gera muita prosperidade! Eu sou uma pessoa extremamente fácil de trabalhar. Eu nunca digo não.

Vila Nova Conceição SP: Claudia, você tem uma grande movimentação nas redes sociais?

Claudia Métne: Sim. Sempre atualizo meus perfis no Facebook/ClaudiaMetne e no Instagram @Claudia_Métne.

Essa foi a entrevista com Claudia Mehggy Métne para o Site Vila Nova Conceição SP.

Nossa equipe está sempre pautando bate papos com moradores da Vila Nova Conceição para o quadro “Na Vila Nova Conceição”. É sempre importante para nós do Site termos a oportunidade de conhecer mais de perto a vida, a história e as coisas boas deste bairro.

Se você tem uma história bacana e quer compartilhar conosco mande um e-mail para contato@vilanovaconceiçãosp.com.br

Vai ser um prazer compartilharmos boas histórias!

Acompanhe o bate papo anterior que tivemos com o também morador da Vila Nova Conceição e atualmente Deputado Federal Floriano Pesaro! Floriano Pesaro na Vila Nova Conceição

Faça você também parte dessa história!

Até a próxima!

Facebook Comments