Bloqueio de publicidade online: Apple e Google

Spread the love
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Bloqueio de publicidade online. Sabemos que você deve estar olhando para a tela e pensando: “Oi?!! Como assim? E os anúncios da minha empresa? E os meus negócios?”. Pois é… a má notícia é que a moda começa a pegar. (mas logo abaixo temos uma ótima 😉 !!!)

O primeiro passo foi dado pelo Google, anunciando que o browser Chrome irá bloquear anúncios considerados (por seus algoritmos) irritantes ou de alguma forma impróprios. É um movimento contra 0 mal uso da publicidade online.

Agora a “onda” ganha mais um aliado de peso: a Apple. A empresa acaba de anunciar em seu evento anual WWDC, que a nova versão do browser Safari, que é parte integrante do High Sierra, passará  a bloquear o rastreamento da publicidade online.

Bloqueio de publicidade online: Enorme problema para os anunciantes

Bem acho que todos sabem que os browsers são nossos navegadores na web, e por isso, por eles passa a  maior parte do tráfego na web. Os mais conhecidos são Chrome, Safari e Firefox – esse trio detém a maior parte do mercado. (ok…ok… Existe também o IE – Internet Explorer com 4,03% do mercado e o Opera com 3.56%).

Como vocês devem ter percebido, é através deles que todos as tecnologias que rastreiam a publicidade online operam, permitindo o acompanhamento de peças veiculadas, retargeting, mensuração de performance, e por aí vai…

Esse é o tamanho do problema do Bloqueio de publicidade online. Se os browsers resolverem bloquear o rastreamento, eles poderão tornar inviável a publicidade online.

E as empresas citadas (Google e Apple) estão levando isso muito à sério. Exemplo disso é o caso do High Sierra, que trás essa funcionalidade embarcada e bloqueia o rastreamento automaticamente.

Mas a história não para por aí não. Sabe aqueles (irritantes) vídeos que são exibidos automaticamente? Ahhh… esses também parece terem os dias contados.

Além de bloquear o rastreamento de anúncios, a próxima versão da Apple do Safari também bloqueará os vídeos que são exibidos automaticamente.

O Google está adotando uma abordagem, digamos, mais colaborativa com os publishers. Passará a oferecer aos editores ferramentas para o que será e não será bloqueado.

A boa notícias aos editores é que eles estão criando uma maneira para que os usuários possam pagar aos publishers se eles preferem não ver anúncios, mas desejam pagar por conteúdo.

Já a Apple parece aquele sua “tia bravona” dura e inflexível. Não parece estar com intenção de afrouxar a decisão de Bloqueio de publicidade online. Vamos ver  como o mercado receberá essas novidades.

Bloqueio de publicidade online: Inbound Marketing é o caminho

Bem pessoal, não somos tão maldosos assim, trazemos uma notícia que deve ter abalado muita gente, que é o Bloqueio de publicidade online, mas tem essa dica que irá, com certeza, ajudar a divulgar sua empresa. A saída é cair de cabeça no Inbound Marketing – ou Marketing de Conteúdo.

Inbound Marketing consiste em usar uma metodologia que atraia novos visitantes para o site da sua marca para convertê-los em clientes.

E você está louco para saber onde usar essa metodologia, não é? Então.. lá vai Facebook, Instagram, WhatsApp, LinkedIn, Twitter, Snapchat… escolha as suas preferidas, comece a fazer conteúdo para impactar mais pessoas. E não somente “mais”… mas… melhor!

O Marketing Digital te dá a possibilidade de testar (teste A/B) e mensurar todo conteúdo gerado para sua estratégia. Inclusive te dá indicador para saber quanto dinheiro a empresa está ganhando (ou perdendo) com cada investimento realizado (ROI – Return On Investiment).

E você deve estar pensando agora: “Mas esse caminho compensa? Funciona”? A resposta é sim!!!! FUNCIONA.

Só para você ter uma ideia, mais de 260 milhões de pessoas na América Latina, 42% do total da população, irão acessar redes sociais regularmente até o final do ano.

De acordo com uma pesquisa da agência eMarketer, 86,5% dos usuários utilizarão smartphones para se conectar às redes.

O Brasil é o país com mais usuários do continente, com um total de 93,2 milhões até o final do ano. No México, são 56 milhões, seguido da Argentina, com 21,7 milhões. E aí? Dá para encarar?

Lembre-se: Tudo tem saída. A nossa mente forja dificuldades. Somos donos de nossa história, podemos ser tudo o que queremos, se fizermos o que precisamos.


Spread the love
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe um comentário (Vamos adorar!)

Facebook Comments