Pele Bronzeada sem sol (de verdade). É possível?

Pele Bronzeada sem sol, possível? É um milagre? Isso não é milagre. Pesquisadores descobriram uma substância capaz de penetrar na pele e bronzeá-la sem a necessidade de exposição aos raios ultravioleta.  Isso reduz o risco de desenvolver um câncer de pele.

Segundo o estudo publicado na revista científica americana Cell Reports, a nova molécula ainda precisa de testes pré-clínicos para saber se é segura para os humanos.

Em estudos, esta substância, ao ser aplicada como um creme, permitiu bronzear a epiderme de ratos de pelo vermelho. Mas o que você tem a ver com isso? Esses ratos são suscetíveis a desenvolver um câncer de pele, por conta da exposição ao sol, assim como os humanos. (você nunca imaginou isso, né?!!).

Pele Bronzeada sem sol: os estudos

Esta pesquisa é resultado de um outro estudo que foi publicado em 2006 na revista científica Nature. Esse primeiro mostrou uma substância, a forscolina, que podia induzir o bronzeado na pele de ratos sem exposição aos raios ultravioleta. Mas, para a tristeza de muitos, os cientistas logo descobriram que esta molécula não podia penetrar na pele humana.

Leia também: Conheça os diferentes tipos de protetor e saiba qual é o indicado para sua pele

“Dez anos depois, encontramos uma solução. É uma classe diferente de compostos, que funcionam agindo sobre uma enzima diferente que converge no mesmo caminho que leva à pigmentação”, explica o autor principal do estudo, David Fisher, chefe do serviço de dermatologia do hospital americano Massachusetts General e professor da faculdade de medicina de Harvard.

Pele Bronzeada sem sol: os benefícios

“A importância potencial deste estudo residirá em uma nova estratégia de proteção da pele e de prevenção do câncer de pele”, concluiu David Fisher.

Ainda segundo os pesquisadores, os protetores disponíveis atualmente não são tão eficientes contra o bronzeado natural que algumas pessoas, que por razões genéticas, são capazes de adquirir com maior facilidade e nem contra formas mais agressivas de câncer de pele.

O que acontece é que quando essas pessoas usam protetor, elas acabam inibindo a própria produção de melanina e impedindo o corpo de colaborar com a proteção.

Leia também: Conheça os diferentes tipos de protetor e saiba qual é o indicado para sua pele

Deixe um comentário (Vamos adorar!)

Facebook Comments